Exame de Dosagem

Exame de Dosagem
O exame para pesquisar a deficiência da Glicose 6 fosfato desidrogenase, é realizado colocando pequena porção do sangue do paciente em um papel de filtro ou o sangue coletado com um anticoagulante conhecido como EDTA. A coleta é simples, seu médico lhe dirá todas as instruções sobre como se preparar para a coleta.
Geralmente o preço do exame varia entre R$ 15,00 a 30,00 reais, depende da região do laboratório.
Uma informação importante que o paciente ou responsáveis por ele, devem passar ao atendente, é se o mesmo foi submetido a transfusão, caso tenha recebido sangue deverá aguardar pelo menos 120 dias para fazer a dosagem. Caso o paciente estiver fazendo uso do medicamento aspirina ou algum dos derivados da Vitamina K deve também avisar o laboratório.
Quando o exame é pedido?
Este tipo de exame, pode ser pedido em recém-nascidos que apresentam icterícia persistente que não pode ser explicada por outra causa e também quando a deficiência e identificada no Teste do Pezinho.
A dosagem de G6PD é feita principalmente em pacientes com sintomas de anemia (como fadiga, palidez e taquicardia) e/ou icterícia. Os exames laboratoriais mostram aumento da bilirrubina hemoglobina na urina (hemoglobinúria), diminuição da contagem de hemácias, aumento da contagem de reticulócitos e, algumas vezes, a presença de corpúsculos de Heinz nas hemácias.
O exame também pode ser feito quando foram excluídas outras causas de anemia e icterícia, mas deve ser realizado após terminar um episódio agudo de hemólise. Não deve ser pedido durante o episódio ou enquanto o paciente está em recuperação, porque apenas as hemácias mais velhas (que têm menos G6PD) são destruídas, deixando as mais novas, que têm atividade próxima do normal.  O exame deve ser repetido mais tarde se for realizado durante o período agudo.
Exames genéticos, são feitos às vezes, em uma família para identificar a mutação em mulheres portadoras, como a mãe, uma irmã ou uma filha de um homem afetado.
Que significa o resultado do exame?
Se os níveis de G6PD estiverem diminuídos, é provável que o paciente apresenta sintomas quando for submetido a estresse oxidativo. Os resultados, entretanto, não devem ser usados para prever como um paciente afetado reagirá em qualquer circunstância. A gravidade dos sintomas varia de pessoa para pessoa e entre episódios do mesmo paciente.
Se um homem tem níveis normais de G6PD, é pouco provável que apresente uma deficiência. Entretanto, se o exame foi realizado durante um episódio de anemia hemolítica, deve ser repetido algumas semanas depois, quando a população de hemácias se restabelecer e amadurecer.
Mulheres heterozigotas têm hemácias deficientes e não deficientes. Em geral, os níveis de G6PD são normais ou quase normais, e poucas apresentam sintomas. portadoras, em geral, não podem ser identificadas pela dosagem da enzima. Entretanto, mulheres homozigotas (são raras) têm diminuição significativa de G6PD.
Quando é detectada um mutação da G6PD, é provável que o paciente tenha algum grau de deficiência da enzima. Um paciente específico pode não mostrar sintomas ou pode ter crises mais ou menos graves de hemólise ou anemia crônica. Um homem afetado transmitirá a mutação para todas as suas filhas, que serão portadoras, mas não para um filho (já que este receberá o cromossomo Y do pai). Uma mulher portadora tem uma probabilidade de 50% de transmitir a mutação para seus filhos ou filhas. Uma mulher homozigota é filha de um pai afetado e de uma mãe portadora, e transmitirá a mutação para todos os seus filhos e filhas. A mutação é a mesma em pessoas da mesma família e pode ser comum em uma área geográfica.
Vamos aprender olhar um resultado de um exame de Dosagem de G6PD.
*Primeiro ponto:
Olhar o Valor de Referência do Laboratório.
Lembrando que cada Laboratório tem sua REFERÊNCIA.
*Segundo Ponto:
Olhar o Resultado do exame.
Depois de olhar esses dois pontos veja se o Resultado do exame deu acima do Valor da Referência.
Exemplo: Se o valor é Maior que o Valor da Referencia.
Se der maior, considera-se NORMAL.
Ou seja não é DEFICIENTE.
E se o Resultado der ABAIXO do Valor de Referência.
Obs: Se o Resultado for menor, considera-se DEFICIENTE da enzima G6PD.
Exemplo de um resultado exame de dosagem:
Esse é um resultado de um exame de Dosagem
Obs: Valor da Referência
7.0 a 20.5
Agora observe o Resultado do exame:
23 .1
Obs: O valor desse resultado deu acima do Valor de Referência significa que essa criança não tem a deficiência.
Outro exemplo:
Esse é um resultado de um exame de Dosagem
Obs: Valor de Referência
6.97 a 20.50
Agora observe o Resultado do exame:
Resultado 4.97
Obs: O resultado deu ABAIXO do Valor de referência .
Significa que este paciente possui a deficiência da enzima G6PD
Por ocorrer de normalizar  as enzimas em alguns teste de dosagem, porém alertamos nunca descartar a deficiência somente com o exame de dosagem .
Somente o Teste Genético Molecular te dará a certeza dos fatos.

Referencia: labtestsonline.org.br/understanding/analytes/g6pd/tab/test/

Texto escrito pela Mamãe: Elisângela Pereira
Compartilhar