Publicado em

Azul De Metileno, Você Sabe Pra Que Serve?

download (4)

Acredito que muitas mamães assim como eu no começo ao receber a lista de restrição para deficiência de g6pd, ao ler a substancia AZUL DE METILENO pensou o mesmo que eu, que se tratava de um corante artificial que deveria evita-lo nos alimentos, mas ao estudar sobre os corantes eu aprendi que AZUL DE METILENO não é um corante e sim um medicamento!

Ficou surpreso? É eu também fiquei, até o por que recebi algumas orientações no começo que eu deveria evitar guloseimas da cor azul ou roxo por causa do AZUL DE METILENO, mas ao começar pesquisar sobre o assunto a única coisa que vi ser citada sobre coloração com azul de metileno foi que algumas pessoas utilizam o azul de metileno para tingir o cabelo,mas que sua função é outra que não tem nada haver com corante alimentício.

Azul de Metileno. É um antídoto específico e está indicado em qualquer paciente com sintomas e/ou sinais de hipóxia (mudanças mentais,taquicardia, dispneia, dor torácica). O azul de metileno é um antagonista específico da produção de óxido nítrico. Na forma de solução pode ser usado em pacientes em choque secundário a vasodilatação por efeito do óxido nítrico endógeno. O azul de metileno é um corante utilizado como reagente na química e biologia.

Então entendemos que azul de metileno não é corante alimentício.

 

Biologia

Na biologia o composto é usado como corante para um grande número de diferentes procedimentos de coloração, tais como as colorações de Gram, Wright, e Jenner. Desde que ele é uma técnica de coloração temporária, azul de metileno pode também ser usado para examinarRNA ou DNA sob o microscópio ou em um gel: como um exemplo, uma solução de azul de metileno pode ser usada para colorir RNA sobre membranas de hibridização na técnica de Northern blot para verificar a quantidade de ácido nucleico presente. Quando azul de metileno não é sensível como brometo de etídio, é menos tóxico e não intercala-se em cadeias do ácido nucleico, assim evitando a interferência com a retenção do ácido nucleico nas membranas de hibridização ou com o próprio processo de hibridização.

Pode também ser usado como um indicador para determinar se uma célula tal como uma levedura está viva ou não. O azul de metileno torna-se incolor na presença de enzimas ativas, então indicando células vivas. Entretanto se permanecer azul não significa que a célula está inoperante – as enzimas poderiam estar inativas/denaturadas. Deve-se notar que o azul de metileno pode inibir a respiração do levedura enquanto desloca os íons de hidrogênio produzidos durante o processo. A célula da levedura não pode então usar aqueles íons para liberar energia.

Em neurociência, o azul de metileno pode também servir como um inibidor não seletivo da óxido nítrico sintase.

Medicina

Devido a suas propriedades de agente redutor, o azul de metileno é empregado como um medicamento para o tratamento de metemoglobinemia, que pode se originar da ingestão de determinados medicamentos ou feijões de fava. Basicamente, o azul de metileno age por reduzir o grupo heme da metemoglobina a hemoglobina. O azul de metileno obstrui também a acumulação do monofosfato cíclico do guanosina (GMP cíclico da guanosina) inibindo a enzima guanilato ciclase: esta ação resulta em resposta reduzida dos vasos a vasodilatadores GMP-dependentes como óxido nítrico e monóxido de carbono. O metiltionínio, utilizado sob a forma de cloreto, é um fármaco utilizado no tratamendo do Alzheimer. Esta substância reduz os malefícios da proteína tau, que é produzida dentro das células nervosas cerebrais.2

Aquarismo e piscicultura

No aquarismo o Azul de metileno é usado para combater doenças como: Girodactilose, Dactilogirose, Oodinose, Plistoforose e outras.

Fonte: Wikipédia

Compartilhar

Comments

comments